domingo, 14 de janeiro de 2018

Opinião :: O Prodígio | Emma Donoghue

Título: O Prodígio
Autora: Emma Donoghue
Editora: Porto Editora
Ano: 2017

Sinopse:
A jovem Anna recusa-se a comer e, apesar disso, sobrevive mês após mês, aparentemente sem graves consequências físicas. Um milagre, dizem.
Mas quando Lib, uma jovem e cética enfermeira, é contratada para vigiar a menina noite e dia, os acontecimentos seguem um diferente rumo: Anna começa a definhar perante a passividade de todos e a impotência de Lib. E assim se adensa o mistério sobre aquela família de agricultores que parece envolta num cenário de mentiras, promessas e segredos.
Prisioneira da linguagem da fé, será Anna, afinal, vítima daqueles que mais ama?

Opinião:
A primeira leitura de 2018 não podia ter sido mais fantástica! Que história, que emoção...
Li o livro em cinco dias; pode parecer pouco tempo, mas a mim pareceu uma eternidade, visto que não consegui descansar sem chegar ao fim do livro. Não consegui mesmo!
A história fala de uma menina, Anna, que decidiu jejuar a partir do dia do seu décimo primeiro aniversário. Perante este caso insólito, e para tentar comprovar a completa privação de alimento, a enfermeira Lib e uma freira foram contratadas para a vigiar. Mas é em Lib que a menina confia mais e dá-se a conhecer. Por sua vez, Lib faz de tudo para a conseguir persuadir a voltar a comer, bem como tenta descobrir o porquê de tudo isto.
Este caso mostrou-se muito intrigante e captou-me a atenção desde o início; à medida que ia lendo, mais impaciente ficava... porque queria mesmo desvendar o mistério! Além disso, a história passa-se em 1859 (século XIX, época que me agrada bastante), na Irlanda. A autora fez-me assim viajar no tempo e no espaço, com uma escrita muito cativante e com assuntos sérios (principalmente religiosos) e outros inesperados. Por vezes, a história tornou-se densa, mexendo até com os meus sentimentos; consegui sentir o drama das personagens e, no fim, fiquei aliviada com o desfecho.
Adorei este livro! A história é viciante e é óptima para quem adora grandes mistérios. Quem o começar a ler, dificilmente vai conseguir parar!

terça-feira, 9 de janeiro de 2018

Manias de leitora #3

Creio que não sou a única a reparar na qualidade da ortografia e da gramática de qualquer texto que leia e, no que toca a livros, sou ainda mais observadora. Como já referi neste post, sou perfeccionista e, sempre que vejo alguma gralha ou erro, fico um pouco incomodada...
Pois bem, ultimamente tenho tido mais uma mania: escrevo num papelinho todas as gralhas que encontro nos livros e deixo-o lá guardado. Chamem-lhe paranóia, perfeccionismo, ou aquilo que quiserem, mas tenho-me sentido bem a fazê-lo! E, ao terminar de ler, já tive algumas surpresas com a quantidade de gralhas (e erros!) que encontrei...

sábado, 6 de janeiro de 2018

Livro recebido :: "Querido Mundo"

Olá! Quero mostrar-vos um livro que recebi recentemente e que já me deixou desejosa de o ler rapidamente: Querido Mundo, de uma menina síria chamada Bana Alabed, onde ela relata a sua história vivida na guerra da Síria. Quando o tive em mãos, não resisti sem ver as imagens e ler alguns excertos, e pude logo concluir que esta menina é muito corajosa e pretende passar uma mensagem de paz e esperança ao mundo.
Ainda sem ler o livro, já fiquei fã dela.

Título: Querido Mundo
Autora: Bana Alabed
Editora: Editorial Presença
Ano: 2017

Sinopse:
Quando Bana Alabed, uma menina de oito anos, acedeu ao Twitter para descrever os horrores da guerra na Síria, onde ela e a família viviam, as suas mensagens angustiantes emocionaram o mundo e deram voz a milhões de crianças inocentes.
A infância feliz de Bana foi subitamente interrompida pela guerra civil no país, quando tinha apenas três anos. Ao longo dos quatro anos seguintes, ela testemunhou diariamente os efeitos de bombardeamentos, a destruição e o medo. Esta aterradora experiência culminou no violento cerco de Alepo em que Bana, os pais e os dois irmãos mais novos ficaram encurralados, com escasso acesso a alimentos, água, medicamentos e outros bens essenciais.
Perante a permanente ameaça de morte causada pelas bombas implacáveis que caíam perto deles - uma delas destruiu por completo a casa onde habitavam -, Bana e a família não tiveram alternativa senão tentar deixar o cenário de violência em Alepo e procurar, apesar de todos os riscos, um plano de evacuação para a Turquia.
Escrito com as próprias palavras de Bana e incluindo cartas comoventes de Fatemah, sua mãe,
Querido Mundo não é apenas um relato absorvente de uma família num país em guerra - é também um olhar único e pungente de uma criança sobre uma das maiores crises de sempre da Humanidade. Bana perdeu a sua melhor amiga, a escola que frequentava, o lar e a sua terra natal. Mas não perdeu a esperança - para ela e para todas as crianças do mundo que são vítimas e refugiadas de guerra e que merecem uma vida melhor.

domingo, 31 de dezembro de 2017

Happy New Year 2018!

Espero que todos vocês tenham
uma excelente Passagem de Ano
e que 2018 seja um ano promissor,
cheio de saúde e bons momentos!
🙂🎆🎊

sexta-feira, 29 de dezembro de 2017

Pile of books :: Read in 2017 #2

Continuing my reading digest of this year, I wanted to write another post with my English readings - and they were more than I had in mind. So, in 2017 I read nine English books, which six were won in Goodreads giveaways and three were e-books. Well done! 😃

Books won on Goodreads.
Out of the pile of books (e-books, in this case):

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Pilha de livros :: Lidos em 2017 #1

O ano de 2017 está a terminar e, tal como no ano passado, aqui está a minha pilha de livros lidos este ano.
Fui bastante cautelosa com o meu objectivo de leitura no Goodreads; mantive o número de 2016 e propus-me a ler 20 livros. Mas, se no ano passado superei esse número, este ano li quase o dobro! Foram 38 livros lidos, dos quais nove em inglês (irei publicar um post exclusivo a esses livros).
Assim sendo, deixo aqui as listas dos livros lidos em português:

Fora das pilhas de livros (livros que me foram emprestados e um que ficou esquecido para a foto 😁):
Por último, um livro que não foi propriamente uma leitura mas que teve direito a uma opinião:

terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Livros recebidos :: Natal 2017

Olá! E num instante passou-se o Natal... Passa tão rápido, não é?
Pois é... Mas passou-se bem e, como tem sido hábito, recebi livros! 🙂
Este ano, o Pai Natal foi generoso: foram quatro os livros que me pôs no sapatinho! Foram eles: Duas Mulheres, Dois Destinos, de Lesley Pearse; Para Lá do Inverno, de Isabel Allende; Mariana, meu amor, de Margarida Rebelo Pinto; e Piadas Ribeirinhas, de Pedro Ribeiro. Não será de mais dizer que adorei todos eles, tanto os romances como o livro de piadas, mas admito que os romances foram os que mais me fascinaram, pois já andava a namorá-los há algum tempo. Além disso, são livros bonitos e vão deixar a minha estante ainda mais encantadora! 😍

Título: Duas Mulheres, Dois Destinos
Autora: Lesley Pearse
Editora: Edições ASA
Ano: 2017

Sinopse:
Na primavera de 1935, em Londres, duas jovens observam enquanto a polícia retira o cadáver de um homem de um lago. Elas vêm de mundos completamente diferentes. Ruby é filha de uma prostituta alcoólica e só conhece a pobreza e o abandono. Verity, de boas famílias, vive com todo o conforto que o privilégio garante. Mas, nesse dia, começa entre ambas uma amizade que perdurará ao longo do tempo. 
O destino, porém, não tardará a mostrar quão traiçoeiro pode ser: ao passo que Ruby encontra, por fim, um lar onde é amada e acarinhada, Verity sofre revés atrás de revés, e um terrível segredo do passado ameaça destruí-la. A Grã-Bretanha prepara-se para a guerra, a conjuntura é turbulenta. Apesar disso, ambas continuam presentes na vida uma da outra… até ao dia em que uma delas profere as palavras: "Morreste para mim".
Num país dilacerado pela guerra, poderá a amizade sobreviver?

Duas Mulheres, Dois Destinos é um romance épico que nos fala de lealdade, amor, e da força dos laços de amizade perante as mais duras adversidades. Como sempre, Lesley Pearse não desilude…

Título: Para Lá do Inverno
Autora: Isabel Allende
Editora: Porto Editora
Ano: 2017

Sinopse:
«No meio do inverno, aprendi por fim que havia em mim um verão invencível.»
Albert Camus
 

Isabel Allende parte da célebre frase de Albert Camus para nos apresentar um conjunto de personagens próprios da América contemporânea que se encontram «no mais profundo inverno das suas vidas»: uma mulher chilena, uma jovem imigrante ilegal guatemalteca e um cauteloso professor universitário. Os três sobrevivem a uma terrível tempestade de neve que se abate sobre Nova Iorque e acabam por perceber que para lá do inverno há espaço para o amor e para o verão invencível que a vida nos oferece quando menos se espera. 
Para lá do inverno é um dos romances mais pessoais da autora: uma obra absolutamente atual que aborda a realidade da migração e a identidade da América de hoje através de personagens que encontram a esperança no amor e nas segundas oportunidades.

Título: Mariana, meu amor
Autora: Margarida Rebelo Pinto
Editora: Clube do Autor
Ano: 2015

Sinopse:
No século XVII, durante a Guerra da Restauração da independência de Portugal, soror Mariana Alcoforado apaixonou-se por um oficial francês. As cartas de amor que lhe escreveu transformaram-se num símbolo da literatura romântica universal. Trezentos anos depois, Alice revisita esta história e aprende com Mariana a vencer a tristeza de um amor perdido.
Mariana, Meu Amor é um romance dentro de um romance, uma narrativa a duas vozes de duas mulheres corajosas que, através de vivências quase opostas, conseguiram desafiar o seu destino e alcançar a paz, sem negar os seus sentimentos mais profundos.

Título: Piadas Ribeirinhas
Autor: Pedro Ribeiro
Editora: Cultura Editora
Ano: 2017

Sinopse:
Ao longo dos anos, Pedro Ribeiro, décimo dan em piadas secas e mestre ninja em anedotas absurdas, tem vindo a espalhar pelas ondas da rádio, nas ruas, nos bares de strip e nas paragens de autocarro a sua obra completa.
Porém, os clássicos do cancioneiro «ribeirinho» surgem agora compilados nesta obra-prima do trocadilho e do humor descabido.
Nenhuma outra piada seca apresenta um selo de qualidade como o da «piada ribeirinha», que já tem região demarcada, garantia da União Europeia e várias medalhas de ouro em concursos internacionais de cerveja.
Com as piadas deste livro, podes brilhar na festa de Natal do escritório e durante o jantar de turma da faculdade. Se todos estiverem bêbedos, também ajuda.
«Piadas Ribeirinhas», declaradas pela UNESCO como o melhor desbloqueador de conversa a seguir ao estado do tempo.